DestaqueJustiçaNotícias

Veracel parte pra cima de posseiros e situação pode acabar em agressões ou derramamento de sangue

Não houve diálogos e o confronto já começou. Situação é tensa e só poderá ser resolvida com realização de perícia.

Uma disputa de terras entre a Veracel e dois posseiros está acontecendo neste momento na Fazenda Boa União e Conjunto São Geraldo. Os irmãos Geraldo e Derolino acusam a Veracel de querer roubar as suas terras e de estar desobedecendo a justiça, não apresentando mandado judicial para invadir terras de terceiros. Os irmãos Pereira desafiam a empresa para que faça perícia e que tenha honra em respeitar as leis brasileiras. Uma multinacional que tem medo de realizar uma pericia tecnica merece respeito?, diz Geraldo bastante angustiado.

Segundo Geraldo Pereira, a fazenda   da Veracel esta há mais de 20 Km de distância das suas terras, por isso ele pede a justiça que faça uma perícia, pois no documento da Fazenda Sítio Esperança, de propriedade da Veracel, um dos extremantes é a Embaúba que não está localizada naquela região.

Acompanhado do Advogado Criminalista Dr. Mário Júnior , Geraldo Pereira tentou um diálogo com representante da Veracel, na tarde de terça-feira (12), falou que a matrícula da unificação das fazendas envolvendo suas terras se encontram bloqueadas pelo Conselho Nacional de Justiça que investiga o caso, mas a empresa não deu ouvidos e segue permanecendo nas terras dos irmãos Pereira.

Na manhã de quarta-feira (13), o agricultor Geraldo e seus trabalhadores, acompanhados de seu advogado o Criminalista Dr. Mário Junior Pereira Amorim, destruíram a cerca ja construída pela Veracel e a que estava sendo feita. O clima foi tenso com Vigilantes da GPS, empresa que presta serviços para a Veracel e trabalhadores dos posseiros se estranhando e batendo boca. Não houve agressões, mas pode haver se a justiça não resolver essa disputa de terras que já dura muitos anos com a realização de uma PERÍCIA para saber quem está com a verdade.

Pela manhã a nossa reportagem acompanhou Geraldo e seu advogado até a sede da 7ª CIPM de Eunápolis, onde ouviu do comandante que não havia nem um mandado de reintegração a ser cumprido naquele momento. Após, já no Fórum, a resposta foi a mesma de que não havia nenhum mandado judicial expedido para que a Veracel estivesse nas terras em litígio.

A reportagem apurou que há um mandado de reintegração já determinado e que ainda precisa seguir trâmites para ser cumprido. Lendo o que determinou a Quinta Câmara Cível, observa-se que a interpretação é de que a perícia praticamente foi solicitada no cumprimento do mandado de reintegração de posse, pois é determinado na descisão a saber os limites das áreas da Veracel e quem são as propriedades que se limitam com ela.

 

Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.