AcidentesPolíciaSem categoria

TRAGÉDIA: Cantor Tayrone Cigano perdeu 4 familiares em acidente na quinta-feira

O acidente envolvendo dois veículos que bateram de frente na última quinta-feira (27), de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi causado por uma ultrapassagem proibida. No Vectra viajavam uma família de ciganos, parentes do cantor de arrocha, Tayrone Cigano, que residiam na cidade de Conceição da Feira.
O trágico acidente que aconteceu na quinta (27), por volta das 10h30, no Km 463 da BR-324 (próximo à entrada do Belo Alto), entre os municípios de Tanquinho e Riachão do Jacuípe, repercutiu em todo o país, já que está entre os mais graves já acontecidos neste trecho da rodovia.
A colisão frontal envolveu dois veículos, um Fiat Uno, de cor branca, placas OKU 8233, licença de Salvador, e um veículo Vectra, de cor prata, placas CRG 9753, licença de Ribeira do Pombal e resultou na morte de seis pessoas (quatro de uma mesma família) e outras quatro que ficaram feridas.
De acordo a PRF, viajavam no Vectra uma família: o motorista do veículo, Targino Cardoso da Costa, 32 anos, a esposa dele, Suelis Cerqueira Cardoso, 27, a filha Poliana Cardoso da Costa, 6 anos, e o pai, Jeová Lima Costa, de idade não revelada, todos ciganos. No Fiat Uno morreram o condutor, Robson Pinheiro da Cruz, 36, e Adilson Ramos dos Santos, 27, este natural de Senhor do Bonfim.
Com o impacto, os corpos de Jeová Lima e Adailson Ramos foram projetados para fora dos veículos, ficando às margens da BR-324.

Ainda segundo informações da PRF, duas pessoas foram socorridas para o Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana.No Vectra viajava uma família de ciganos, parentes do cantor de arrocha, Tayrone Cigano, que residiam na cidade de Conceição da Feira. A notícia chocou a pequena cidade de 23 mil habitantes, que fica no Recôncavo baiano, mas próxima de Feira de Santana.
Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.