Futucando Notícias

Vereador que não fiscaliza, prevarica; Quem encerra a carreira de político ruim é o eleitor consciente

É dever do vereador fiscalizar se o dinheiro do povo, pago com impostos arrecadados, é revertido para o bem estar da população
Vereador que não fiscaliza, prevarica; Quem encerra a carreira de político ruim é o eleitor consciente

Vereador que não fiscaliza, prevarica; Quem encerra a carreira de político ruim é o eleitor consciente

Jean Ramalho MTB 6086/BA / Pesquisas/Internet

A população precisa acompanhar intensamente os acontecimentos que envolvem a atuação dos poderes executivo e legislativo, que são diferentes, mas devem ser harmoniosos quando beneficiam a população e independentes quando houver a necessidade de denunciar, cobrar e punir.

É dever do vereador fiscalizar se o dinheiro do povo, pago com impostos arrecadados, é revertido para o bem estar da população, em obras de qualidade e serviços pontuais. Essa função fiscalizadora não se restringe somente a matérias de ordem orçamentárias e financeiras da prefeitura, mas os vereadores podem também julgar as infrações político-administrativas do prefeito, vice-prefeito e principalmente as deles.

Não se pode aceitar que vereadores virem as costas para a população, permaneçam como representantes do povo e envergonhem quem os elegeu para contribuir com o desenvolvimento do município, não se pode aceitar que transformem a Câmara e a Prefeitura em cabides de empregos, penduricalhos de cabos eleitorais e moedas de trocas para fins de enriquecimentos ilícitos.

Quem tem conhecimento de um crime e não toma providências, prevarica. A Lei é clara apesar de muitos atropelarem a mesma.

É função de um vereador fiscalizar como está sendo gasto o dinheiro público. A população tem o direito de saber se a verba direcionada para realização de uma determinada obra esta sendo gasta em conformidade com o projeto apresentado para a liberação do dinheiro.

Segundo o Código Penal, prevaricar é "retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal", portanto, se um vereador tomar conhecimento de um fato que foge a normalidade é seu dever apurar, caso contrario estará prevaricando.

É obrigação  apurar e denunciar ao Ministério Público os atos duvidosos e dolosos praticados pela gestão municipal.

Quem elege ou encerra a carreira de político ruim é o eleitor. Não venda seu voto, nossa cidade precisa da sua escolha consciente.

OUVIR NOTÍCIA

A população precisa acompanhar intensamente os acontecimentos que envolvem a atuação dos poderes executivo e legislativo, que são diferentes, mas devem ser harmoniosos quando beneficiam a população e independentes quando houver a necessidade de denunciar, cobrar e punir.

É dever do vereador fiscalizar se o dinheiro do povo, pago com impostos arrecadados, é revertido para o bem estar da população, em obras de qualidade e serviços pontuais. Essa função fiscalizadora não se restringe somente a matérias de ordem orçamentárias e financeiras da prefeitura, mas os vereadores podem também julgar as infrações político-administrativas do prefeito, vice-prefeito e principalmente as deles.

Não se pode aceitar que vereadores virem as costas para a população, permaneçam como representantes do povo e envergonhem quem os elegeu para contribuir com o desenvolvimento do município, não se pode aceitar que transformem a Câmara e a Prefeitura em cabides de empregos, penduricalhos de cabos eleitorais e moedas de trocas para fins de enriquecimentos ilícitos.

Quem tem conhecimento de um crime e não toma providências, prevarica. A Lei é clara apesar de muitos atropelarem a mesma.

É função de um vereador fiscalizar como está sendo gasto o dinheiro público. A população tem o direito de saber se a verba direcionada para realização de uma determinada obra esta sendo gasta em conformidade com o projeto apresentado para a liberação do dinheiro.

Segundo o Código Penal, prevaricar é "retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício, ou praticá-lo contra disposição expressa de lei, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal", portanto, se um vereador tomar conhecimento de um fato que foge a normalidade é seu dever apurar, caso contrario estará prevaricando.

É obrigação  apurar e denunciar ao Ministério Público os atos duvidosos e dolosos praticados pela gestão municipal.

Quem elege ou encerra a carreira de político ruim é o eleitor. Não venda seu voto, nossa cidade precisa da sua escolha consciente.

Fonte

Jean Ramalho MTB 6086/BA / Pesquisas/Internet

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Covid-19
Mortes por Covid-19 no Brasil dobram em 16 dias, chegando a 30 mil
Mortes por Covid-19 no Brasil dobram em 16 dias, chegando a 30 mil
VISUALIZAR
Covid-19
Porto Seguro: Prefeita testa positivo para COVID-19
Porto Seguro: Prefeita testa positivo para COVID-19
VISUALIZAR
Covid-19
COVID-19: Eunápolis registra 158 casos positivos da doença e duas pessoas já morreram
COVID-19: Eunápolis registra 158 casos positivos da doença e duas pessoas já morreram
VISUALIZAR
Covid-19
Coronavírus: Ex-prefeito Gediel respira sem ajuda de aparelhos na UTI e seu estado é...
Coronavírus: Ex-prefeito Gediel respira sem ajuda de aparelhos na UTI e seu estado é considerado estável
VISUALIZAR
Economia
A um mês do prazo, mais da metade ainda não declarou Imposto de Renda
A um mês do prazo, mais da metade ainda não declarou Imposto de Renda
VISUALIZAR
Covid-19
Coronavírus pode estar sofrendo mutações em novo surto na China
Coronavírus pode estar sofrendo mutações em novo surto na China
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )