Futucando Notícias

MENU
Logo
Quinta, 16 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Justiça

TJ/BA: PF deflagra Operação para desarticular possível esquema criminoso voltado a venda de decisões judiciais

investigação apura corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Na manhã desta terça-feira (19), a Polícia Federal deflagrou a Operação Faroeste para desarticular um possível esquema criminoso voltado a venda de decisões judiciais por juízes e desembargadores do TJ-BA, além de corrupção ativa e passiva, lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

Mais de 200 policiais federais, acompanhados de procuradores da República, cumprem quatro mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão em gabinetes, fóruns, escritórios de advocacia, empresas e nas residências dos investigados, nas cidades de Salvador, Barreiras, Formosa do Rio Preto e Santa Rita de Cássia, na Bahia, e em Brasília.

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador Gesivaldo Britto, a ex-presidente Maria do Socorro, Maria da Graça Osório Pimentel e José Olegário Caldas e dois juízes foram afastados das suas funções por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Cinco advogados são alvos também da Operação:

Cinco advogados são alvos da operação Faroeste e ao todo, a ação cumpre quatro mandados de prisão e 40 mandados de busca e apreensão em gabinetes. 

Os nomes dos advogados alvos da operação não foram divulgados. Além disso, a Justiça determinou o afastamento do presidente do TJ-BA, Gesivaldo Britto, três desembargadores e dois juízes por 90 dias

Fonte/Créditos: Bahia notícias

Créditos (Imagem de capa): Divulgação/BN

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )