Futucando Notícias

MENU
Logo
Domingo, 12 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Policial

Procurador critica ‘zona de segurança’ para traficantes criada por liminar de Fachin

Marcelo Rocha Monteiro disse que "enquanto traficantes agem livremente, jornalista é preso em razão de posições políticas"

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O procurador Marcelo Rocha Monteiro criticou duramente, nesta sexta (26), a liminar do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), proibindo a polícia de agir contra os traficantes nas favelas do Rio de Janeiro, durante a pandemia. Para ele, a liminar criou uma “zona de segurança” para atuação dos bandidos “Enquanto os traficantes agem livremente, um jornalista foi preso em razão das posições políticas que defende”, disse ele, referindo-se a Oswaldo Eustáquio, mais um ‘ativista bolsonarista’ que o ministro Alexandre de Moraes mandou prender. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Marcelo Rocha Monteiro desconfia das intenções dos autores da ação, o PSB e ONGs. “Duas delas são velhas conhecidas minhas”, ironizou.

Ele citou as ONGs Conecta e Justiça Global, que há anos se dedicam à curiosa campanha de “desencarceramento” principalmente de traficantes.

A polícia está proibida de subir o morro, por exemplo, para fazer perícia do caso Cauã, um menino de 11 anos morto por traficantes.

Fonte/Créditos: Diário do poder

Créditos (Imagem de capa): Marcelo Rocha Monteiro disse que "enquanto traficantes agem livremente, jornalista foi preso em razão de posições políticas"

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )