Futucando Notícias

MENU
Logo
Sábado, 04 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Brasil

Pensionistas federais na Bahia custaram R$ 9 milhões em dezembro de 2019

Os maiores salários são de R$ 43.759,32 em uma pensão temporária e R$ 43.952,66 em uma vitalícia

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Os pensionistas de instituições federais da Bahia custaram aos cofres públicos, em dezembro de 2019, mais de R$ 9 milhões. Os dados foram divulgados pelo Tribunal de Conta da União e estavam ocultas há mais de 50 anos.

A informação, divulgada pelo "Fiquem Sabendo", foi obtida em setembro, após o Tribunal de Contas da União (TCU) acatar um pedido para a abertura dos dados de pagamentos a pensionistas - o que inclui filhas de militares.

Dos tipos de pensão, a vitalícia foi responsável por R$ 7.334.904,40 do valor total e as pensões temporárias correspondem a R$ 1.724.040,49. Entre as instituições, Universidade Federal da Bahia foi responsável por quase a totalidade do valor gasto, com R$ 8.176.289,04. Seguido do Instituto Federal da Bahia (IFBA), com R$ 774.945,29 e da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) com R$ 98.202,18 e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) que foi responsável por R$ 9.508,38.

Os maiores salários são de R$ 43.759,32 em uma pensão temporária e R$ 43.952,66 em uma vitalícia. Porém, existem 50 pessoas que acumulam pensões, chegando a receber valores de R$ 33.763,01 e R$ 33.607,03 com os dois benefícios somados. Os 50 beneficiários, ao total, custam R$ 735.179,60 a União.

Fonte/Créditos: Bahia Notícias

Créditos (Imagem de capa): Reprodução / Gran Cursos

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )