Futucando Notícias

Mãe teria abusado da filha e colocado absorvente interno à força

A jovem foi ameaçada de morte caso contasse algo para alguém
Mãe teria abusado da filha e colocado absorvente interno à força
Reprodução

Mãe teria abusado da filha e colocado absorvente interno à força

@grupojbr.com

Na última terça-feira (5), uma menina de 11 anos procurou, sozinha, a polícia, contando que a própria mãe a agrediu, abusou sexualmente e colocou um absorvente interno em seu órgão genital forçadamente.

A avó da criança tem a guarda dela. A menina passava férias na casa da mãe biológica e, quando voltou, relatou os abusos. O caso aconteceu em Alta Floresta-MT.

A ocorrência não dá a data exata de quando o crime aconteceu, mas a menina se queixou de dores assim que chegou na casa da avó. Ela, então, notou que a região genital da criança estava lesionada, inchada e roxa.

 À polícia, a menina contou que foi agredida fisicamente pela mãe e que a mulher acariciava as partes íntimas dela por várias vezes.

No momento da introdução do absorvente, o companheiro da suspeita ouviu os gritos da vítima. Ele correu até o cômodo em que as duas estavam e a mãe saiu, disfarçando e dizendo que iria lavar louças.

Assustada, a menina disse ter sofrido várias ameaças da mãe. A mulher afirmava que, se ela contasse algo para algum adulto, seria assassinada.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável e está sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil de Alta Floresta.

OUVIR NOTÍCIA

Na última terça-feira (5), uma menina de 11 anos procurou, sozinha, a polícia, contando que a própria mãe a agrediu, abusou sexualmente e colocou um absorvente interno em seu órgão genital forçadamente.

A avó da criança tem a guarda dela. A menina passava férias na casa da mãe biológica e, quando voltou, relatou os abusos. O caso aconteceu em Alta Floresta-MT.

A ocorrência não dá a data exata de quando o crime aconteceu, mas a menina se queixou de dores assim que chegou na casa da avó. Ela, então, notou que a região genital da criança estava lesionada, inchada e roxa.

 À polícia, a menina contou que foi agredida fisicamente pela mãe e que a mulher acariciava as partes íntimas dela por várias vezes.

No momento da introdução do absorvente, o companheiro da suspeita ouviu os gritos da vítima. Ele correu até o cômodo em que as duas estavam e a mãe saiu, disfarçando e dizendo que iria lavar louças.

Assustada, a menina disse ter sofrido várias ameaças da mãe. A mulher afirmava que, se ela contasse algo para algum adulto, seria assassinada.

O caso foi registrado como estupro de vulnerável e está sendo investigado pela Polícia Judiciária Civil de Alta Floresta.

Fonte

@grupojbr.com

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Economia
Corte de energia elétrica está suspenso por três meses
Corte de energia elétrica está suspenso por três meses
VISUALIZAR
Saúde
Justiça impede Embasa de suspender fornecimento de água por 90 dias
Justiça impede Embasa de suspender fornecimento de água por 90 dias
VISUALIZAR
Policial
Eunápolis: Corpo de homem é encontrado sem a cabeça
Eunápolis: Corpo de homem é encontrado sem a cabeça
VISUALIZAR
Saúde
Pesquisadores brasileiros desenvolvem teste rápido 50% mais barato para Covid-19
Pesquisadores brasileiros desenvolvem teste rápido 50% mais barato para Covid-19
VISUALIZAR
Saúde
Covid-19 é três vezes menos letal no Brasil do que na Itália
Covid-19 é três vezes menos letal no Brasil do que na Itália
VISUALIZAR
Economia
Câmara aprova auxílio de R$ 600 por mês para trabalhadores informais (MEI)
Câmara aprova auxílio de R$ 600 por mês para trabalhadores informais (MEI)
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )