Futucando Notícias

Imprensa da Suécia destaca dúvidas sobre quem é o dono de terras ocupadas pela Veracel; Agricultor mostra documentos

Quem é o verdadeiro dono das terras onde houve confronto e carros queimados?
Imprensa da Suécia destaca dúvidas sobre quem é o dono de terras ocupadas pela Veracel; Agricultor mostra documentos
11771

Imprensa da Suécia destaca dúvidas sobre quem é o dono de terras ocupadas pela Veracel; Agricultor mostra documentos

Jean Ramalho MTB 6086/BA

A Imprensa da Suécia, país sede de um dos maiores acionistas da Veracel, a Sueco-finlandesa Stora Enso, está noticiando no país o sofrimento causado pelo uso de terras com supostas denúcias de propriedades, documentações e vizinhos inexistentes ou duvidosos.  

Há na justiça um pedido de perícia técnica, aguardando apreciação de um novo Juiz que assumiu há pouco menos de um mês o processo após o anterior se declarar impedido de continuar. Sem audiências e conciliação, o referido processo litigioso já se  arrasta há mais de 10 anos. A briga envolvendo posseiros, associação e a Veracel na disputa de terras localizadas em Eunápolis, onde ocorreram a queima de veículos da empresa GPS, segurança terceirizada da Veracel, no dia 2 de Julho, feriado da Independência da Bahia, foi também destaque na TV Yle da Finlândia que cobra explicações da Stora Enso e chegou a publicar que a multinacional não tem documentos para mostrar.

Assista ao vídeo produzido pela imprensa Sueca da ATL TV, chamando a atenção para os conflitos.

Em entrevista concedida, abatido, mas ainda esperando e acreditando na justiça brasileira, Geraldo Pereira, que foi preso sem estar presente no conflito que resultou na queima dos carros da GPS e que possui impostos pagos das terras por ele denominadas Fazenda Conjunto São Geraldo e Fazenda Boa união 1 e 2 desde o inicio dos anos 80,  disse que espera que a justiça prevaleça.

A QUEM PERTENCE AS TERRAS ONDE OCORRERAM OS CONFLITOS? A JUSTIÇA FOI ACIONADA E ESTÁ INVESTIGANDO:

Segundo apurou o Futucando, há muitas denúncias protocoladas na Polícia Federal, Ministério Público Federal, Incra, Justiça Federal, Ministério do Trabalho, envolvendo supostas tentativa de subornos, fraudes documentais, imposições a condições precárias de trabalho e exposições ao perigo em área irregular, confrontações (vizinhos e extremantes) inexistentes na localidade, tudo isso sendo investigado e já gerando resultados negativos para a multinacional que se defende nos processos mantendo sempre as mesmas histórias em respostas à imprensa internacional, sem demostrar interesse na solução definitiva dos conflitos, especificamente nesta região conhecida como Água Vermelha, longe da Embaúba e outros conflitos em áreas no município de Santa Cruz Cabrália, também investigadas.

O CNJ manteve o bloqueio das matrículas da suposta Fazenda Sítio Esperança Unificada de nº 7629 e 26918, através de reclamação protocolada onde a Corregedoria de Justiça da Bahia, puniu o Cartório de Registros de Imóveis pela imprecisão no registro das referidas terras onde ocorreram a queima dos carros:

 

A justiça brasileira precisa por fim à discussão destas disputas de terras cercadas de mistérios sobre documentações irregulares, localizações e confrontantes duvidosos. O fato é que segundo o Conselho Nacional de Justiça, as matriculas dos imóveis continuarão bloqueadas até descisão judicial.

Aguardem novas informações.

É só futucar que a verdade aparece!

 

OUVIR NOTÍCIA

A Imprensa da Suécia, país sede de um dos maiores acionistas da Veracel, a Sueco-finlandesa Stora Enso, está noticiando no país o sofrimento causado pelo uso de terras com supostas denúcias de propriedades, documentações e vizinhos inexistentes ou duvidosos.  

Há na justiça um pedido de perícia técnica, aguardando apreciação de um novo Juiz que assumiu há pouco menos de um mês o processo após o anterior se declarar impedido de continuar. Sem audiências e conciliação, o referido processo litigioso já se  arrasta há mais de 10 anos. A briga envolvendo posseiros, associação e a Veracel na disputa de terras localizadas em Eunápolis, onde ocorreram a queima de veículos da empresa GPS, segurança terceirizada da Veracel, no dia 2 de Julho, feriado da Independência da Bahia, foi também destaque na TV Yle da Finlândia que cobra explicações da Stora Enso e chegou a publicar que a multinacional não tem documentos para mostrar.

Assista ao vídeo produzido pela imprensa Sueca da ATL TV, chamando a atenção para os conflitos.

Em entrevista concedida, abatido, mas ainda esperando e acreditando na justiça brasileira, Geraldo Pereira, que foi preso sem estar presente no conflito que resultou na queima dos carros da GPS e que possui impostos pagos das terras por ele denominadas Fazenda Conjunto São Geraldo e Fazenda Boa união 1 e 2 desde o inicio dos anos 80,  disse que espera que a justiça prevaleça.

A QUEM PERTENCE AS TERRAS ONDE OCORRERAM OS CONFLITOS? A JUSTIÇA FOI ACIONADA E ESTÁ INVESTIGANDO:

Segundo apurou o Futucando, há muitas denúncias protocoladas na Polícia Federal, Ministério Público Federal, Incra, Justiça Federal, Ministério do Trabalho, envolvendo supostas tentativa de subornos, fraudes documentais, imposições a condições precárias de trabalho e exposições ao perigo em área irregular, confrontações (vizinhos e extremantes) inexistentes na localidade, tudo isso sendo investigado e já gerando resultados negativos para a multinacional que se defende nos processos mantendo sempre as mesmas histórias em respostas à imprensa internacional, sem demostrar interesse na solução definitiva dos conflitos, especificamente nesta região conhecida como Água Vermelha, longe da Embaúba e outros conflitos em áreas no município de Santa Cruz Cabrália, também investigadas.

O CNJ manteve o bloqueio das matrículas da suposta Fazenda Sítio Esperança Unificada de nº 7629 e 26918, através de reclamação protocolada onde a Corregedoria de Justiça da Bahia, puniu o Cartório de Registros de Imóveis pela imprecisão no registro das referidas terras onde ocorreram a queima dos carros:

 

A justiça brasileira precisa por fim à discussão destas disputas de terras cercadas de mistérios sobre documentações irregulares, localizações e confrontantes duvidosos. O fato é que segundo o Conselho Nacional de Justiça, as matriculas dos imóveis continuarão bloqueadas até descisão judicial.

Aguardem novas informações.

É só futucar que a verdade aparece!

 

Fonte

Jean Ramalho MTB 6086/BA

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Policial
Homem é baleado após discussão em bar; vítima é encaminhada à hospital
Homem é baleado após discussão em bar; vítima é encaminhada à hospital
VISUALIZAR
Policial
Moto com placa de Eunápolis é tomada de assalto por bandidos no interior de Guaratinga
Moto com placa de Eunápolis é tomada de assalto por bandidos no interior de Guaratinga
VISUALIZAR
Policial
Colisão entre carro e moto deixa uma pessoa morta na BR-101
Colisão entre carro e moto deixa uma pessoa morta na BR-101
VISUALIZAR
Política
Corrupção: prefeito de Camacan compra 10 mil kg de peixe em bomboniere
Corrupção: prefeito de Camacan compra 10 mil kg de peixe em bomboniere
VISUALIZAR
Brasil
Aluno prejudicado por questão logística pode pedir reaplicação do Enem
Aluno prejudicado por questão logística pode pedir reaplicação do Enem
VISUALIZAR
Brasil
SEC adia eleição de gestores escolares e mandato de atuais diretores será prorrogado
SEC adia eleição de gestores escolares e mandato de atuais diretores será prorrogado
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )