Futucando Notícias

MENU
Logo
Quinta, 16 de julho de 2020
Publicidade
Publicidade

Economia

Gasolina fica 40,5% mais barata nas refinarias em 2020, mas preço nas bombas continuam altos

Preço do combustível nos postos caiu apenas 2,1%, na média nacional; Previsão, agora, é de queda no custo com a pandemia Covid-19

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Petrobras anunciou nessa quarta-feira (24) um corte de 15% no preço nas refinarias, o nono ajuste feito em 2020 para as distribuidoras. As reduções vem em um ano marcado por disputa de mercado entre países produtores de petróleo, e instabilidade nas bolsas de valores no mundo devido ao avanço da pandemia do coronavírus. Dessa sucessão de repasse, houve um aumento do preço. Com a última redução, a estatal estima que o preço caiu 40,5% no atacado desde o início do ano. Enquanto isso, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre janeiro e março o preço do litro do combustível nos postos do país caiu em média 2,1%.

A Petrobras informou que, com uma nova redução de 15% o preço médio da gasolina nas refinarias passa a ser R$ 1,14 por litro. Este é o menor preço cobrado pela companhia desde 31 de outubro de 2011.

“A Petrobras espera que este movimento nos preços se reflita, no curto prazo, na redução do preço final cobrado ao consumidor”, diz nota divulgada pela empresa.

No acumulado do ano, a redução do preço da gasolina é de cerca de 40,5%.

De acordo com pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 15 e 21 de março, o preço médio ao consumidor no país para a gasolina era de R$ 4,486 por litro.

Repasse ao consumidor

O repasse de ajustes dos combustíveis nas refinarias para o consumidor final nos postos não é imediato e depende de diversos fatores, como consumo de estoques, impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

Postos de combustíveis pelo país já sentem queda importante na demanda, em meio a medidas de isolamento social praticadas por autoridades e sociedade em geral para evitar a proliferação do novo coronavírus.

No caso do preço do diesel, a petroleira não realizou ajuste nesta quarta-feira. Mas o combustível fóssil vendido pela companhia acumula recuo de aproximadamente 30% neste ano até o momento.

 

 

Fonte/Créditos: Agencia Brasil

Créditos (Imagem de capa): divulgação

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )