Futucando Notícias

Fundador do WhatsApp volta a criticar Facebook

A questão dos anúncios teria sido uma das grandes discordâncias
Fundador do WhatsApp volta a criticar Facebook
Reprodução

Fundador do WhatsApp volta a criticar Facebook

Verdinho

Um dos fundadores do WhatsApp, Brian Acton, voltou a apelar para que os utilizadores do Facebook abandonem a rede social. Acton esteve presente no 25.º aniversário da cimeira da Wired e voltou a reiterar as críticas feitas em março de 2018.

“Se querem ficar no Facebook e ter anúncios enfiados à tua frente, então fiquem à vontade”, apontou Acton durante a cimeira de acordo com o The Verge. A questão dos anúncios teria sido uma das grandes discordâncias com o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, a qual foi o motivo do abandono da empresa por parte de Acton em 2017.

Acton também explicou porque decidiu começar a criticar abertamente o Facebook em março de 2018, depois de ‘estourar’ o escândalo da Cambridge Analytica. “Na ocasião, o Facebook estava começando a ser pressionado. Pensei que talvez estivesse no momento. Mas depois percebi que uma grande falha no Facebook é que não têm lápides. Quando desaparece, desaparece mesmo. Por isso deixei a minha lápide no Twitter. Para minha desilusão foi muito mais pública e visível”, explicou.

OUVIR NOTÍCIA

Um dos fundadores do WhatsApp, Brian Acton, voltou a apelar para que os utilizadores do Facebook abandonem a rede social. Acton esteve presente no 25.º aniversário da cimeira da Wired e voltou a reiterar as críticas feitas em março de 2018.

“Se querem ficar no Facebook e ter anúncios enfiados à tua frente, então fiquem à vontade”, apontou Acton durante a cimeira de acordo com o The Verge. A questão dos anúncios teria sido uma das grandes discordâncias com o fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, a qual foi o motivo do abandono da empresa por parte de Acton em 2017.

Acton também explicou porque decidiu começar a criticar abertamente o Facebook em março de 2018, depois de ‘estourar’ o escândalo da Cambridge Analytica. “Na ocasião, o Facebook estava começando a ser pressionado. Pensei que talvez estivesse no momento. Mas depois percebi que uma grande falha no Facebook é que não têm lápides. Quando desaparece, desaparece mesmo. Por isso deixei a minha lápide no Twitter. Para minha desilusão foi muito mais pública e visível”, explicou.

Fonte

Verdinho

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Covid-19
Lei contra fake news sobre pandemia começa a vigorar na Bahia
Lei contra fake news sobre pandemia começa a vigorar na Bahia
VISUALIZAR
Covid-19
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
VISUALIZAR
Saúde
Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe
Ministério da Saúde prorroga campanha de vacinação contra gripe
VISUALIZAR
Política
Eunápolis: Câmara de vereadores adia sessão plenária para discutir suspensão de contratos...
Eunápolis: Câmara de vereadores adia sessão plenária para discutir suspensão de contratos temporários
VISUALIZAR
Covid-19
Coronavírus: Eunápolis permanece com 138 casos positivos neste sábado, com 72 recuperados e...
Coronavírus: Eunápolis permanece com 138 casos positivos neste sábado, com 72 recuperados e 10 internados
VISUALIZAR
Covid-19
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher...
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher continua valendo das 20:00 às 05:00
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )