Futucando Notícias

Ex-BBB e cirurgião Marcos Harter é investigado por atuar em estado onde não tem registro

Profissional só tem registro para trabalhar no Mato Grosso
Ex-BBB e cirurgião Marcos Harter é investigado por atuar em estado onde não tem registro
Reprodução/TV Globo
52

Ex-BBB e cirurgião Marcos Harter é investigado por atuar em estado onde não tem registro

Folhapress

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso abriu uma sindicância contra o cirurgião plástico e ex-BBB Marcos Harter por ele oferecer cirurgias de colocação de silicone para pacientes de Santa Catarina, onde ele não tem registro para trabalhar. Harter, em suas redes sociais, tem publicado algumas semanas sobre uma oferta de colocação de silicone para quem esteja em Santa Catarina. Ele cobra o valor de R$ 6.950.

Porém, de acordo com o documento do CRM-MT, “é vedado ao médico a prática de concorrência desleal; o exercício mercantilista da medicina; permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer veículo de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade, e a divulgação de assunto médicos de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico”.

O Conselho esclarece também que já instaurou procedimentos administrativos (sindicâncias) e, inclusive, está em andamento um processo ético profissional para apurar os eventuais desvios de conduta do médico Marcos de Oliveira Harter.

Além disso, diz ter emitido notificação para o Conselho de SC para que este acompanhe as ações do cirurgião em terras catarinenses. Ele só tem registro para trabalhar no Mato Grosso e deverá responder por isso.

OUVIR NOTÍCIA

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso abriu uma sindicância contra o cirurgião plástico e ex-BBB Marcos Harter por ele oferecer cirurgias de colocação de silicone para pacientes de Santa Catarina, onde ele não tem registro para trabalhar. Harter, em suas redes sociais, tem publicado algumas semanas sobre uma oferta de colocação de silicone para quem esteja em Santa Catarina. Ele cobra o valor de R$ 6.950.

Porém, de acordo com o documento do CRM-MT, “é vedado ao médico a prática de concorrência desleal; o exercício mercantilista da medicina; permitir que sua participação na divulgação de assuntos médicos, em qualquer veículo de comunicação de massa, deixe de ter caráter exclusivamente de esclarecimento e educação da sociedade, e a divulgação de assunto médicos de forma sensacionalista, promocional ou de conteúdo inverídico”.

O Conselho esclarece também que já instaurou procedimentos administrativos (sindicâncias) e, inclusive, está em andamento um processo ético profissional para apurar os eventuais desvios de conduta do médico Marcos de Oliveira Harter.

Além disso, diz ter emitido notificação para o Conselho de SC para que este acompanhe as ações do cirurgião em terras catarinenses. Ele só tem registro para trabalhar no Mato Grosso e deverá responder por isso.

Fonte

Folhapress

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Eleições 2020
Em vídeo, Cordélia fala da Eunápolis que sonha viver, destacando a Justiça, a falta de...
Em vídeo, Cordélia fala da Eunápolis que sonha viver, destacando a Justiça, a falta de preconceitos e a igualdade
VISUALIZAR
Política
Fake news: Cordélia e Dapé estão processando autores de notícias criminosas espalhadas na...
Fake news: Cordélia e Dapé estão processando autores de notícias criminosas espalhadas na internet contra eles
VISUALIZAR
Economia
Começou a promoção de verão da Móveis Soares com ofertas imperdíveis
Começou a promoção de verão da Móveis Soares com ofertas imperdíveis
VISUALIZAR
Mundo
Gatos podem comer corpos humanos e têm preferência por tecidos dos braços, diz estudo
Gatos podem comer corpos humanos e têm preferência por tecidos dos braços, diz estudo
VISUALIZAR
Política
Absurdo: Congresso paga a filha de ex-parlamentar pensão de R$ 16,8 mil há quase meio século
Absurdo: Congresso paga a filha de ex-parlamentar pensão de R$ 16,8 mil há quase meio século
VISUALIZAR
Eleições 2020
Eleitores de diversas cidades do Extremo Sul têm menos de um mês para a revisão biométrica
Eleitores de diversas cidades do Extremo Sul têm menos de um mês para a revisão biométrica
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )