Futucando Notícias

Covid-19: Uso de verbas emergenciais das prefeituras será fiscalizado pelo MP Eleitoral

Orientação técnica é para impedir o uso de recursos emergenciais em benefício de candidato ou partido político
Covid-19: Uso de verbas emergenciais das prefeituras será fiscalizado pelo MP Eleitoral
Divulgação

Covid-19: Uso de verbas emergenciais das prefeituras será fiscalizado pelo MP Eleitoral

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) expediu nessa sexta-feira (3) orientação técnica para impedir o uso de recursos emergenciais em benefício de candidato ou partido político diante das verbas emergenciais e excepcionalidades criadas com a pandemia da Covid-19. O documento foi encaminhado a todos os promotores eleitorais da Bahia, que devem acompanhar a execução de medidas relacionadas ao estado de calamidade pública – reconhecido pelo Congresso Federal no último dia 20 de março (Decreto Legislativo nº 6/2020). 

Segundo o procurador Regional Eleitoral da Bahia, Cláudio Gusmão, a atuação do MP Eleitoral busca coibir o uso de recursos em ações ou programas sociais – distribuições de cestas básicas, auxílios financeiros e demais bens e incentivos – em benefício de candidato ou de partido político, especialmente sendo 2020 um ano de eleições municipais. 

Na orientação técnica a PRE/BA recomenda aos promotores eleitorais acompanhar e fiscalizar medidas de distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios para pessoas físicas ou jurídicas para impedir que programas sociais sejam executados por meio de instituições ligadas a candidato, como clínicas ou comércios; acompanhar e fiscalizar iniciativas para distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados pelo Poder Público, buscando evitar o seu uso promocional em favor de potenciais candidatos ou partidos. 

O Ministério Público Eleitoral é composto por membros do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público Estadual. O procurador-geral da República exerce a função de procurador-geral Eleitoral perante o Tribunal Superior Eleitoral. Nos estados, um membro do MPF chefia o MP Eleitoral e atua como procurador regional Eleitoral. Já os promotores eleitorais são promotores de Justiça (membros do Ministério Público Estadual) que exercem as funções por delegação do MPF.

OUVIR NOTÍCIA

A Procuradoria Regional Eleitoral na Bahia (PRE/BA) expediu nessa sexta-feira (3) orientação técnica para impedir o uso de recursos emergenciais em benefício de candidato ou partido político diante das verbas emergenciais e excepcionalidades criadas com a pandemia da Covid-19. O documento foi encaminhado a todos os promotores eleitorais da Bahia, que devem acompanhar a execução de medidas relacionadas ao estado de calamidade pública – reconhecido pelo Congresso Federal no último dia 20 de março (Decreto Legislativo nº 6/2020). 

Segundo o procurador Regional Eleitoral da Bahia, Cláudio Gusmão, a atuação do MP Eleitoral busca coibir o uso de recursos em ações ou programas sociais – distribuições de cestas básicas, auxílios financeiros e demais bens e incentivos – em benefício de candidato ou de partido político, especialmente sendo 2020 um ano de eleições municipais. 

Na orientação técnica a PRE/BA recomenda aos promotores eleitorais acompanhar e fiscalizar medidas de distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios para pessoas físicas ou jurídicas para impedir que programas sociais sejam executados por meio de instituições ligadas a candidato, como clínicas ou comércios; acompanhar e fiscalizar iniciativas para distribuição gratuita de bens e serviços de caráter social custeados pelo Poder Público, buscando evitar o seu uso promocional em favor de potenciais candidatos ou partidos. 

O Ministério Público Eleitoral é composto por membros do Ministério Público Federal (MPF) e do Ministério Público Estadual. O procurador-geral da República exerce a função de procurador-geral Eleitoral perante o Tribunal Superior Eleitoral. Nos estados, um membro do MPF chefia o MP Eleitoral e atua como procurador regional Eleitoral. Já os promotores eleitorais são promotores de Justiça (membros do Ministério Público Estadual) que exercem as funções por delegação do MPF.

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Covid-19
Cordélia sugere: Governador utiliza a estrutura do Hospital regional, a pandemia vai passar e...
Cordélia sugere: Governador utiliza a estrutura do Hospital regional, a pandemia vai passar e os benefícios ficarão lá
VISUALIZAR
Covid-19
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher...
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher continua valendo das 20:00 às 05:00
VISUALIZAR
Covid-19
Senado aprova uso compulsório de leitos de UTI da rede privada no combate ao COVID-19
Senado aprova uso compulsório de leitos de UTI da rede privada no combate ao COVID-19
VISUALIZAR
Covid-19
Coronavírus: como o que sabemos sobre a covid-19 mudou radicalmente em poucas semanas
Coronavírus: como o que sabemos sobre a covid-19 mudou radicalmente em poucas semanas
VISUALIZAR
Covid-19
Eunápolis: Por determinação judicial, toque de recolher volta a vigorar das 20:00 às 05:00
Eunápolis: Por determinação judicial, toque de recolher volta a vigorar das 20:00 às 05:00
VISUALIZAR
Covid-19
Primeiro estudo nacional de coronavírus estima número de casos sete vezes maior no Brasil
Primeiro estudo nacional de coronavírus estima número de casos sete vezes maior no Brasil
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )