Futucando Notícias

MENU
Logo
Terça, 04 de agosto de 2020
Publicidade
Publicidade

Economia

Clientes que transferiram auxílio para bancos digitais dizem que dinheiro sumiu; Caixa pediu devolução

O erro estaria no aplicativo Caixa Tem, que tem apresentado diversas falhas desde o início do pagamento

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Alguns beneficiários do auxílio emergencial de R$ 600 que transferiram o dinheiro para bancos digitais, como o PicPay e o Nubank, se queixam do sumiço do dinheiro. A hastag "#DevolveMeuDinheiroPicPay" chegou a figurar como uma das mais comentadas do Twitter na terça-feira (7). Segundo uma reportagem da Folha de S. Paulo, entretanto, o montante não desapareceu - a Caixa Econômica Federal teria pego de volta.

O erro estaria no aplicativo Caixa Tem, que tem apresentado diversas falhas desde o início do pagamento e também vem sendo criticado nas redes sociais. Para evitar a formação de filas, o app ficou responsável por criar uma conta digital no nome do cliente e depositar o valor nesta conta, sendo que o beneficiário pode transferir depois de alguns dias para outro banco de preferência.

Ainda de acordo com a reportagem, tanto o Nubank quanto o PicPay receberam valores de seus clientes em forma boleto. A Caixa teria notado duplicidade na ferramenta, ou seja, os clientes estariam pagando dois boletos pelo Caixa Tem, e pedido parte do dinheiro de volta. Apenas depois das devoluções é que os bancos digitais perceberam que os beneficiários não pagavam dois boletos iguais de R$ 600, e sim de R$ 300 - o que daria corretamente o valor do auxílio.

Os montantes que já haviam sido devolvidos, porém, eram de R$ 600, o que levou os clientes a acharem que o auxílio estava sendo roubado. Em nota enviada à Folha, o PicPay afirma que 2,9 milhões de usuários transferiram benefícios para a conta digital e que a falha foi resultado de uma instabilidade no aplicativo da Caixa. O Nubank escreveu em suas redes sociais que atendeu ao pedido da Caixa, mas que ao perceber as críticas dos clientes suspendeu os estornos e devolveu os valores. A Caixa não respondeu à reportagem.

Fonte/Créditos: Aratu On

Créditos (Imagem de capa): Reprodução

Comentários:

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )