Futucando Notícias

Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?

Tire as suas dúvidas
Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?
Reprodução

Ar-condicionado ligado gasta mais combustível?

Antigamente o ar-condicionado era considerado o grande vilão entre os automóveis. Fazia perder muita potência e aumentar drasticamente o consumo de combustível. Contudo, os sistemas atuais mais modernos mudaram um pouco essa lógica. Além disso, nem sempre o ar-condicionado ligado quer dizer mais gasto.

Estrada vs. Cidade

Em média, o sistema de ar-condicionado pode chegar a aumentar até 10% do consumo do combustível de um carro em ambientes urbanos. Nessa situação, há pouca resistência aerodinâmica, possibilitando que as janelas fiquem abertas sem grandes problemas.

Mas a conta se inverte na estrada. Em velocidades acima de 80 km/h, o vento cria uma grande resistência, empurrando o carro na direção contrária a que ele está indo. Os vidros abaixados criam uma zona de turbulência, já que o ar não passa rente pela carroceria. Com isso, a janela aberta cria uma espécie de paraquedas, segurando o vento.

Essa resistência a mais exige que o motor trabalhe com mais força para vencer o vento, consequentemente gatando mais gasolina ou etanol. Com o ar-condicionado ligado, cria-se uma carroceria totalmente isolada em que o vento a atravessa com menos resistência.

Questão do vento

Apesar de o sistema de refrigeração de fato gastar mais combustível, esse consumo é menor que o provocado pela resistência do vento. A questão do vento é tão importante no gasto de gasolina ou etanol de um carro que as marcas promovem pequenas alterações nos carros a fim de melhorar seu coeficiente aerodinâmico.

É por conta disso que modelos híbridos e elétricos como o Toyota Prius e o Tesla Model 3 possuem calotas aerodinâmicas por cima de suas rodas de liga-leve. Aerofólios e coberturas plásticas em determinados lugares também ajudam, especialmente em altas velocidades.

Assim, as janelas fechadas na estrada fazem com que o carro vença o vento com mais facilidade e gaste menos combustível. Com isso, se quer gastar menos gasolina ou etanol, ligue o ar-condicionado na estrada e viaje com mais conforto de brinde. Mas fique tranquilo se quiser ligar o sistema na cidade, apesar de gastar mais combustível, os sistemas modernos influenciam cada vez menos na potência e na hora de abastecer.

OUVIR NOTÍCIA

Antigamente o ar-condicionado era considerado o grande vilão entre os automóveis. Fazia perder muita potência e aumentar drasticamente o consumo de combustível. Contudo, os sistemas atuais mais modernos mudaram um pouco essa lógica. Além disso, nem sempre o ar-condicionado ligado quer dizer mais gasto.

Estrada vs. Cidade

Em média, o sistema de ar-condicionado pode chegar a aumentar até 10% do consumo do combustível de um carro em ambientes urbanos. Nessa situação, há pouca resistência aerodinâmica, possibilitando que as janelas fiquem abertas sem grandes problemas.

Mas a conta se inverte na estrada. Em velocidades acima de 80 km/h, o vento cria uma grande resistência, empurrando o carro na direção contrária a que ele está indo. Os vidros abaixados criam uma zona de turbulência, já que o ar não passa rente pela carroceria. Com isso, a janela aberta cria uma espécie de paraquedas, segurando o vento.

Essa resistência a mais exige que o motor trabalhe com mais força para vencer o vento, consequentemente gatando mais gasolina ou etanol. Com o ar-condicionado ligado, cria-se uma carroceria totalmente isolada em que o vento a atravessa com menos resistência.

Questão do vento

Apesar de o sistema de refrigeração de fato gastar mais combustível, esse consumo é menor que o provocado pela resistência do vento. A questão do vento é tão importante no gasto de gasolina ou etanol de um carro que as marcas promovem pequenas alterações nos carros a fim de melhorar seu coeficiente aerodinâmico.

É por conta disso que modelos híbridos e elétricos como o Toyota Prius e o Tesla Model 3 possuem calotas aerodinâmicas por cima de suas rodas de liga-leve. Aerofólios e coberturas plásticas em determinados lugares também ajudam, especialmente em altas velocidades.

Assim, as janelas fechadas na estrada fazem com que o carro vença o vento com mais facilidade e gaste menos combustível. Com isso, se quer gastar menos gasolina ou etanol, ligue o ar-condicionado na estrada e viaje com mais conforto de brinde. Mas fique tranquilo se quiser ligar o sistema na cidade, apesar de gastar mais combustível, os sistemas modernos influenciam cada vez menos na potência e na hora de abastecer.

Comentários

Quer mais artigos e as newsletters editoriais no seu e-mail?

Receba as notícias do dia e os alertas de última hora.
[CARREGANDO...]

Confira mais Notícias

Covid-19
Cordélia sugere: Governador utiliza a estrutura do Hospital regional, a pandemia vai passar e...
Cordélia sugere: Governador utiliza a estrutura do Hospital regional, a pandemia vai passar e os benefícios ficarão lá
VISUALIZAR
Covid-19
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher...
Eunápolis registra 2º óbito por coronavírus e casos chegam a 125; Toque de recolher continua valendo das 20:00 às 05:00
VISUALIZAR
Covid-19
Senado aprova uso compulsório de leitos de UTI da rede privada no combate ao COVID-19
Senado aprova uso compulsório de leitos de UTI da rede privada no combate ao COVID-19
VISUALIZAR
Covid-19
Coronavírus: como o que sabemos sobre a covid-19 mudou radicalmente em poucas semanas
Coronavírus: como o que sabemos sobre a covid-19 mudou radicalmente em poucas semanas
VISUALIZAR
Covid-19
Eunápolis: Por determinação judicial, toque de recolher volta a vigorar das 20:00 às 05:00
Eunápolis: Por determinação judicial, toque de recolher volta a vigorar das 20:00 às 05:00
VISUALIZAR
Covid-19
Primeiro estudo nacional de coronavírus estima número de casos sete vezes maior no Brasil
Primeiro estudo nacional de coronavírus estima número de casos sete vezes maior no Brasil
VISUALIZAR
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )