DenúnciaDestaque

Eunápolis: Ministério Público aciona Veracel por ocupação irregular em mais de 225 hectares de terras

O FUTUCANDO tem feito a cobertura dos conflitos e disputas de terras em Eunápolis e há meses vem  ouvindo e divulgando as denuncias de agricultores e integrantes de Movimentos Sociais que acusam a empresa Veracel de acionar a justiça indevidamente para expulsá-los de terras que não são dela, mas sim do Estado da Bahia. A comprovação e a punição à empresa Veracel está sendo requerida pelo Ministério Público da Bahia que em seu site oficial postou a seguinte informação:
A Veracel Celulose S/A foi acionada pelo Ministério Público do Estado da Bahia por ocupação irregular de mais de 225 hectares de terras do Estado. Na ação civil pública ajuizada pelos promotores de Justiça Rafael Henrique Andreazzi e Antônio Leal Filho contra a empresa, o MP requer à Justiça que determine, liminarmente, a reintegração da posse da área ao Estado da Bahia. De acordo com os promotores de Justiça, há 15 anos, a Veracel explora com a plantação de eucaliptos as terras localizadas no município de Eunápolis, extremo sul baiano.
O uso irregular das terras foi confirmado pela Coordenação de Desenvolvimento Agrário (CDA), que integra a Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado (SDR). Por meio de Processo Administrativo de Discriminatória Rural, a CDA constatou que a área denominada Fazenda São Paulo é devoluta. Segundo o órgão, a ocupação poderia ser regularizada, mas a empresa não pode fazer isso pois não atende as especificidades das normas que tratam da matéria.
Os promotores de Justiça ressaltam ainda que, verificando-se que o aproveitamento da área ocorreu por 15 anos, a Veracel obteve vantagem de mais de R$ 3 milhões sem nenhuma contrapartida ao Estado da Bahia. Eles solicitam à Justiça que seja julgada procedente a ação para condenar a Veracel ao pagamento de R$ 15 milhões de indenização pelos danos morais coletivos, a serem destinados ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos e pagamento de indenização por perdas e danos a título de aluguel desde a data de 01 de janeiro de 2002 até a efetiva desocupação, em valor a ser fixado posteriormente.
Fonte: site do Ministério Público Estadual da Bahia

 

Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.