DenúnciaSaúde

Eunápolis: Idoso com veia aorta entupida é mandado pra casa, família está revoltada

A família de um idoso de 76 anos denunciou ao site FUTUCANDO o descaso com a situação grave diagnosticada por médicos como sendo um entupimento na vêia Aorta na altura do abdômen que provocou sangramento e desespero à família.No interior do Regional, a família diz ter sofrido com a falta de atenção de enfermeiras e médicos que demoravam a atender os apelos de socorro para que fosse amenizado o sofrimento do paciente e que apesar de correr perigo de morte ao urinar bastante sangue, fez alguns exames no Hospital Regional e foi mandado pra casa, recebendo a informação que o problema do idoso não poderia ser tratado no Hospital Regional.A família se queixa de que ninguém se preocupou em arranjar a vaga para que ele fosse tratado em uma cidade que tivesse o tratamento adequado para o caso dele.

A esposa e os filhos do Sr. Rosivaldo Machado de Oliveira foram buscar tratamento em Itabuna, onde conseguiu vaga para amenizar o sofrimento e sangramento do idoso e prometem levar o caso à Polícia Civil e ao Ministério Público de Eunápolis. Eles contaram que presenciaram a morte de um senhor que procurou no dia 26 de abril a emergência do Hospital Regional que pode ter sido provocada pela demora e a indiferença no chamado dos familiares, o homem morreu praticamente na recepção e a filha que o acompanhava teria em fúria, agredido diversos seguranças e acusado o hospital pela situação do pai. A Polícia Militar foi chamada para conter os familiares do homem que morreu à procura de ajuda.

São muito graves estas informações, sendo preciso que as famílias registrem as denúncias e acionem a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual para que tomem providências quanto aos fatos.

O FUTUCANDO recebeu denúncias e postou a matéria relatando a situação de um advogado que teria morrido na UTI do Regional e a família teve que comprar medicamentos para ele a pedido do próprio Hospital. Essa família também pretende levar o caso à justiça e se queixou de negligência no atendimento ao homem identificado como sendo João Tosta Matheus que estava internado no Hospital Luis Eduardo Magalhães em Porto Seguro e teria sido transferido para o HGE de Eunápolis no final de abril em situação estável para receber cuidados médicos e apoio da família que moram em Eunápolis.

Estas matérias contendo denúncias serão entregues à Promotoria Pública para que os promotores de justiça tomem conhecimento dos graves fatos enviados à redação do site Futucando notícias.

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.