DenúnciaDestaque

Eunápolis: Dinheiro público é cobrado em espécie nas feiras, sem fiscalização.

Uma denúncia foi trazida para a redação do FUTUCANDO por alguns feirantes que querem saber qual é a destinação das taxas recolhidas semanalmente nas feiras livres de Eunápolis, por um homem identificado apenas como “Robertinho Cobrador”, que se diz funcionário público lotado na Secretaria Municipal de Agricultura e sai recolhendo em dinheiro vivo, colocados em uma pochete na sua cintura, fazendo cobranças a todos os barraqueiros e comerciantes sem nenhum crachá ou uniforme. Os valores são pagos toda semana nas feiras do bueiro e do Pequi, com valores que variam de R$ 13,00 a R$ 40,00, segundo os denunciantes. As imagens foram feitas na manhã de sábado (20) no Mercado Dona Alzira.

São milhares de reais que deveriam ser cobrados em boletos para que fossem pagos no banco, entrando oficialmente na conta da prefeitura e que estão recolhidos com um bilhete duvidoso de pessoas simples e que estão cansadas de tanta corrupção.

O Secretário da pasta, Lourenço Oliveira, que é irmão do Prefeito Robério Oliveira, precisa prestar contas do dinheiro arrecadado e informatizar as cobranças que devem ser recolhidas com a emissão do DAM (Documento de Arrecadação Municipal).

Segundo feirantes, eles acreditam que o Ministério Público irá se pronunciar e não aguentam mais ver tamanho absurdo acontecendo sem nenhuma providência. Eles denunciam ainda que outros recolhedores da “Taxa”, já chegaram a pé e teriam em pouco tempo ostentado veículos novos.

Pra onde está indo o dinheiro dos feirantes? Porque estão sendo recolhidos ainda em espécie? Mais um escândalo envolvendo o dinheiro do povo e com a palavra a Prefeitura Municipal.

É só futucar que a verdade aparece.Vejam a galeria de imagens.

 

 

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.