DestaquePolíciaPolítica

ES: Ex-governador Gerson Camata foi assassinado por ex-assessor em Vitória

ex-assessor teria discutido e depois atirado covardemente

O ex-senador e ex-governador do Espírito Santo Gerson Camata (MDB) foi morto a tiros na tarde desta quarta-feita por um ex-assessor em Vitória. O crime aconteceu na rua Joaquim Lyrio, na Praia do Canto e a motivação teria sido uma ação judicial movida por Camata contra seu ex-funcionário.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, Nylton Rodrigues, o ex-assessor Marcos Venicio Moreira Andrade, 66, que trabalhou durante 20 anos com Camata, confessou ser o autor dos disparos. Ele foi preso e presta esclarecimentos no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), órgão da Polícia Civil.

“O autor do homicídio está preso. Já confessou o crime”, disse Rodrigues. “A arma utilizada foi apreendida e a motivação do crime lamentável é uma ação judicial movida pelo nosso ex-governador em desfavor de um ex-assessor seu. Esse ex-assessor trabalhou com Camata por 20 anos e teve R$ 60 mil bloqueados em sua conta. (Nesta quarta), na Praia do Canto, o autor do crime foi tirar satisfação ao encontrar Camata na rua. Neste encontro, iniciou-se uma discussão verbal, quando Marcos sacou uma arma e efetuou os disparos.”

Radialista e economista formado pela Universidade Federal do Espírito Santo, Gerson Camata foi senador de 1987 a 2011. Governou o Espírito Santo entre 1983 e 1986. Antes disso, foi deputado federal, tendo atuado na Constituinte, foi também deputado estadual e vereador em Vitória. Camata era casado com a ex-deputada tucana Rita Camata, e deixa dois filhos.

Repercussão

O partido do ex-governador, o MDB, emitiu uma nota de solidariedade pela morte de Camata. “O MDB se solidariza com todos os capixabas, familiares e amigos pela perda de forma trágica e violenta do ex-governador Gerson Camata, um dos mais importantes quadros do partido e do processo de redemocratização do País. Camata teve sua trajetória marcada pelo compromisso com seu Estado, tendo sido um dos senadores mais atuantes ao longo de mais de 20 anos de mandato.”

O presidente Michel Temer (MDB) usou o Twitter para se manifestar sobre o assassinato de Camata. “Lamento a morte do grande político, ex-jornalista, deputado estadual, deputado federal, senador constituinte, governador do Espírito Santo e meu amigo, Gerson Camata. Envio meus sentimentos de sincero pesar à esposa, ex-deputada Rita Camata, e aos filhos.”

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) também prestou solidariedade. “Recebo com tristeza e consternação a notícia da morte trágica do ex-governador do Espírito Santo e ex-senador Gerson Camata, um homem público que prestou grande serviço ao Espírito Santo, ao Parlamento e ao Brasil. Presto minha solidariedade aos capixabas, à família e amigos.

Fonte: Estadão
Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.