DestaqueEconomiaGeralNotícias

Guedes diz que renuncia se ‘reforminha’ for aprovada: ‘Pego avião e vou morar lá fora’

Guedes tem mostrado que é preciso mais empenho do governo federal para articular a apreciação do projeto no Congresso.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, aumentou o tom para pressionar a aprovação da reforma da Previdência no Congresso Nacional. Em entrevista à revista Veja, Guedes apontou que não aceita um “remendo” no projeto, que transformaria a proposta em uma “reforminha”. “Se não fizermos a reforma, o Brasil pega fogo. Vai ser o caos no setor público, tanto no governo federal como nos estados e municípios”, afirmou o ministro.

Guedes tem mostrado que é preciso mais empenho do governo federal para articular a apreciação do projeto no Congresso. “Pego um avião e vou morar lá fora. Já tenho idade para me aposentar”, sugeriu o ministro. Segundo ele, no entanto, o presidente Jair Bolsonaro tem ajudado no processo de construção dos votos para que a reforma seja aprovada.

Economista com passagens pela iniciativa privada, Guedes disse ainda que não fará esforços para se manter como ministro caso o planejamento não siga o almejado. “Eu não sou irresponsável. Eu não sou inconsequente. Ah, não aprovou a reforma, vou embora no dia seguinte. Não existe isso. Agora, posso perfeitamente dizer assim: ‘Olha, já fiz o que tinha de ter sido feito. Não estou com vontade de ficar, vou dar uns meses, justamente para não criar problemas, mas não dá para permanecer no cargo’. Se só eu quero a reforma, vou embora para casa”, completou.

Fonte: BN
Tags

Artigos relacionados

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.