Porto Seguro: Suspeito de estupro é torturado e decapitado; corpo é encontrado em mato

3 primeira leitura
0

O corpo de um homem que foi torturado e decapitado na tarde deste sábado (10), no bairro Paraguai, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Porto Seguro sem identificação. Segundo a polícia, um grupo de moradores acusava o homem de estuprar uma criança de quatro anos.”São várias as informações. Uma hora dizem que ele tentou tirar a criança do colo da mãe e foi impedido por uma terceira pessoa. Outra versão é que o acusado estuprou uma menor perto de uma escola. Vamos investigar tudo isso”, afirmou um policial. De acordo com o relato de uma testemunha Radar 64, a mãe da suposta criança acusava o homem, enquanto ele negava. Outra testemunha declarou que a mãe da criança o acusava de tê-la aliciado na saída da escola. O homem, no entanto, negou os crimes enquanto era agredido pelos moradores. “O homem ainda conseguiu correr, mas foi alcançado. A sessão de espancamento continuou, resultando em sua morte”, disse uma das testemunhas, que pediu anonimato. O corpo do homem foi encontrado na vegetação da Rua Dom Lázaro, em um local conhecido como Boqueirão. A perícia apontou que a cabeça estava ao lado, presa a um vergalhão de aço. Havia ainda uma lesão corto-contusa na região abdominal e na perna direita. Até este momento, nenhuma pessoa envolvida no assassinato foi identificada, como também não houve nenhuma queixa de estupro ou tentativa de abuso a alguma criança na localidade. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Fonte: BN
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Notícias

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Eunápolis: Dr. Moisés tranquiliza a população e diz que violência diminuiu; Leia nota enviada à imprensa

Após a repercussão negativa sobre a inclusão de Eunápolis no “Atlas da violência de 2018”,…