Eunápolis: Dinheiro público sobra para ser usado em festejos juninos e falta para suprir carências da cidade

4 primeira leitura
0
Enquanto várias gestões nas prefeituras do Brasil estão lutando para organizar as finanças dos municípios, evitando gastos com as realizações das festas juninas ou cortando ao máximo para não passar em branco, algumas cidades do extremo sul da Bahia chamam a atenção pela extravagância e parecem não se preocupar com despesas exorbitantes investidas nas realizações dos mega eventos e não estão nem aí para os serviços essenciais que diretamente melhoram a qualidade de vida da população.

Em Eunápolis, basta percorrer alguns postos de saúde e comprovar a falta de remédios, falta de médicos, escolas estão caindo aos pedaços e está faltando carteiras, a sujeira e perigo colocam em riscos as vidas de crianças , vigias reclamam a falta de pagamentos dos seus salários, professores indignados pararam atividades escolares clamando por soluções, ruas estão interditadas por não terem condições de circulação de pessoas e veículos e mesmo assim, o prefeito Robério Oliveira opta em continuar com a política do pão e circo e a preocupação é após o Pedrão, quando os problemas e as situações tendem a piorarem.Tomara que não.É preciso que haja cautela, pois o momento é muito crítico para os municípios e a reclamação geral é com a queda da arrecadação e o aumento das despesas, principalmente com as folhas de pagamentos, devido aos reajustes legais concedidos.
Em Eunápolis as folhas das secretarias estão inchadas com nomeações e as contratações de apadrinhados políticos, integrantes do grupo político do prefeito que recebem altos salários, familiares de vereadores que estão recebendo salários dobrados por poucos serviços. A política clientelista do gestor, transformou a prefeitura em cabide de empregos visando atender a compromissos políticos.
Muitos veículos da frota municipal estão abandonados e sucateados, pouquíssimos vereadores denunciam na tribuna legislativa as reclamações sobre os gastos com festas e a falta de investimentos na saúde, educação e infraestrutura do município.
Há muitas propagandas, dinheiro do povo financiando campanhas exageradas e realidades vivenciadas totalmente diferentes.
O Pedrão e as realizações de festas são bem vindas, desde que não morram inocentes nas filas dos Postos de saúde e no Hospital Regional por incompetência da gestão e por atos danosos ao erário público.
A população pode e deve também fiscalizar.
Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Denúncia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

ACM Neto diz no Rio de Janeiro que Salvador tem R$ 1,5 bilhão em caixa

O prefeito ACM Neto afirmou nesta quinta-feira (21) que Salvador possui atualmente R$ 1,5 …